O Google o dá, o Google o tira!

“O Google o dá, o Google o tira”

Esta frase podia muito bem ser um provérbio popular (quem sabe se um dia não o será?).

A verdade é que há cada vez mais pessoas ganhando dinheiro na internet, e grande parte do lucro que essas pessoas conseguem gerar deve-se em grande parte ao tráfego gerado a partir do motor de busca do Google.

E se de repente, o seu site desaparecesse das primeiras posições do Google?

(Este é um pensamento que certamente suscita “medo” em muitos profissionais que vivem exclusivamente da Internet)

O Google o dá, o Google o tira

Para ilustrar esta possibilidade vou contar aqui a história de Neil Moncrief, um empreendedor norte-americano que possui um negócio online.

Há cerca de uma década atrás Neil Moncrief (como tantos outros empreendedores) viu na Internet uma oportunidade para criar o seu próprio negócio e “despedir” o seu patrão da altura.

Juntamente com um sócio que percebia algumas coisas de Internet, ele criou o site 2bigfeet.com, cuja ideia era vender todo o tipo de calçado para pessoas que calçam números grandes (a partir do número 45).

Em pouco tempo, os visitantes começaram a chegar ao site e as vendas dispararam. Na verdade, o site de Neil chegou ao 1º lugar do Google para as palavras “big feet”, e em meados de 2003 o site gerava 40.000 dólares por mês, sendo que 95% das receitas vinham dos motores de busca, e em especial do Google, que na altura já dominava o mercado das buscas.

Foi então que certo dia (14 de Novembro de 2003) as encomendas deixaram de chegar. Neil ficou atordoado. Será que o Google foi abaixo? (pensou ele). Na verdade, o Google estava funcionando, mas o site de Neil deixou de estar no 1º lugar, aliás deixou de figurar nos primeiros 500 resultados.

a dança do google

O que aconteceu?

Como forma de combater o spam e o black hat seo, o Google tinha feito uma atualização do seu algoritmo (algo que hoje em dia acontece frequentemente).  Essa atualização ficou conhecida como “Florida”, tendo sido a mais dramática de todas as atualizações feitas pelo Google.

Neil Moncrief, e outros milhares de empreendedores, foram apanhados no meio da guerra Google vs Spammers. Tal como nas guerras reais existem vítimas inocentes e efeitos colaterais, também nesta “guerra das buscas” foram atingidos inocentes.

Moncrief teve um Natal dramático com uma família para sustentar e os credores a baterem-lhe à porta quase diariamente.

Para bem dele, passados 8 meses o site voltou às primeiras posições e tudo regressou ao normal. Mas Neil não esquece o terrível “furacão Florida” de 2003.

Moral da História

O fato do seu blog ou negócio na internet estar indo hoje de vento em popa, não significa que irá ser assim para sempre.

O Google está sempre fazendo ajustes no seu algoritmo e nada nos garante que não seremos o próximo “Neil Moncrief”.

Como evitar este tipo de situação

Para se prevenir contra os “caprichos do Google”, a melhor solução é não colocar os ovos todos na mesma cesta, ou seja, não ficar dependente de um único blog ou loja online.

Aposte em mais que um blog / loja online – assim se um deles for atingido, poderá conseguir sobreviver às custas do outro (ou outros), até que a “tempestade” passe e as coisas regressem ao normal.

(Observação: A fonte desta história foi o livro de John Battelle – “Como o Google mudou as regras do negócio e revolucionou a cultura”. Versão portuguesa disponível na Fnac).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s